segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Local Aprazível
















Ainda os ecos do dia não se faziam sentir, já o
rebuliço no coração da Ell era enorme.
Poder conhecer ,ter na mão o desejo infinito de
olhar pra lá do ecrã, teria sido um crime não estar lá.
Vezes sem conta dizia, tens que ler o Moa,
ele escreve coisas tão bonitas!
Sim eu depois leio, o tempo passava e lá vinha
novamente o dialogo, tens que ler, sim eu já leio!
O tempo passava e claro chegou o dia em que
sem ter lido o Moa ,o conheci.
Brilhante postura de homem gostei do contacto .
O tempo foi demasiado curto, quem sabe
o grupo não se volta cruzar.
Um livro que sem ter reparado já tinha tido entre mãos
domingo acabei por comprar numa fugida.
Não tive oportunidade de conhecer o final da festa,
mas pela discrição tão viva só ainda bem que estivemos lá.
Espero que possamos voltar a encontrar-nos..Um abraço..

4 comentários:

Bichodeconta disse...

Meu amor,só hoje cheguei aqui tão desabituada de que passes e deixes gravadas as tuas opiniões sempre tão interessantes.Foi de facto muito bom estar com o Moa, com todo o Grupo e sobretudo estar contigo.A vida é feita de dias nem sempre tão agradáveis, mas em mim o amor floresce em cada dia e espero sim que possamos juntarnos mais vezes com pessoas tão interessantes, com tanto para nos ensinar..Um abraço do tamanho do Mundo, Ell

PS: Não esqueças que és o meu Mundo!

*~~* disse...

Adorei o blog, gostaria do seu mais sincero comentario no meu: http://meudiarioabertoemblog.blogspot.com/

Bichodeconta disse...

Saudades de te ler !De te sentir abrir o coração e deixar correr a mão pelo teclado ao ritmo das emoções.Como foste deixar que te limitem esse exercício de escrever de que tanto gostas e para o qual tens imensa capacidade.. Abraço , o meu mundo continua em ti, bichodeconta

Bichodeconta disse...

Fica um abraço e tudo de mim....